Planejamento Comercial é a chave para quem precisa atingir seus objetivos de vendas anual. Quer afinar sua pontaria e ser mais eficaz na utilização de seus recursos comerciais (campanhas de marketing, força de vendas, custo do processo de vendas )? Você quer gerar fatores claros de diferenciação e comunicar ao seu público de uma forma persuasiva e atrativa?

É imprescindível que você fique algum tempo fora da rotina da sua empresa para identificar e focar nas verdadeiras prioridades.

Esta atividade –  “Planejamento Estratégico e Tático”, lhe permitirá fortalecer seu negócio para o futuro a médio e longo prazo.

Quem deve participar? Normalmente participam os proprietários da empresa, os diretores e pessoas com cargos gerenciais em marketing e vendas. Provavelmente alguns vendedores com experiência e visão, que conhecem os produtos, o mercado e os clientes. O exercício de planejamento vai fazer com que todos terminem com uma visão clara, uma sequência de ações muito específicas, metas e indicadores definidos e novas ferramentas para atingir seus objetivos de forma rápida e eficaz.

3 Fases do Processo de Planejamento Comercial.

  • Revisão da estratégia de negócio da empresa: matriz seguimentos de mercado/produtos/identificação de vantagens competitivas. Por que o cliente deve comprar de nossa empresa e não da concorrência?
  • Elaboração do Plano Comercial com definição de estratégias de negócios, sugestão de calendário de atividade comercial e orçamentos necessários.
  • Definir Indicadores, Mensurações, KPIs para monitorar o plano comercial e o alcance dos resultados da gestão comercial.

Elementos trabalhados no Planejamento Comercial:

Empresa: Definir claramente o negócio que a empresa está focada e com base nisso redigir sua missão. Esta definição se faz em função de limitar o mercado atendido, quais e como satisfazer as necessidades desse mercado.

É importante identificar os fatores-chave de sucesso, ou seja, o que o mercado está pedindo: preço, qualidade, funcionalidade, etc.

Ambiente de mercado: É essencial estudar o mercado no qual você quer estar inserido para poder identificar os grupos de consumidores, as necessidades e desejos, tendências, fatores influentes do meio, como culturais, políticos, ambientais, etc. Isto nos permitirá detectar oportunidades em potenciais mercados e os perfis de potenciais clientes para os quais devemos nos dirigir.

Análise SWOT: Depois de ter claramente definido o negócio em que a empresa quer participar, as características do meio que a cerca e os fatores-chave de sucesso, em seguida, passe a descrever os pontos fortes e fracos da empresa que são elementos internos que devemos alinhar aos fatores de sucesso do negócio. Por outro lado se deve detectar as oportunidades e ameaças; Pois são fatores externos determinados pelo meio que podem beneficiar ou afetar a empresa.

Segmentação: Com a necessidade claramente identificada, em seguida, avance para estudar o perfil do potencial consumidor em termos de características demográficas, hábitos, localização, forma de compra etc. Ao escolher o segmento devemos medir o seu tamanho, sua tendência de crescimento, seu poder de compra e o custo de inserção da empresa junto a eles. Estes fatores determinam a rentabilidade potencial do nosso público-alvo.

Estratégias: Estamos agora em condições de definir objetivos concretos para o nosso negócio (crescimento, vendas, rentabilidade, etc.). As estratégias são o conjunto de atividades que nos permitem cumprir os objetivos planejados, a partir de que identificamos uma necessidade, delimitamos o segmento de compradores e posicionamos nosso produto. As estratégias se compõem em táticas e as táticas em tarefas concretas.

Mix de marketing: É a forma como vamos abordar o nosso público-alvo e deve ser coerente com o posicionamento do nosso produto ou serviço.

O mix é tradicionalmente feito como uma oferta efetiva do produto (que atenda a necessidade), uma definição correta do preço, uma seleção adequada de pontos de vendas (onde está nosso público), uma boa estratégia para publicidade e promoção, assim como utilizar os processos e pessoas necessárias para entregar do nosso produto ao público-alvo.

Execução e controle: O sucesso não acontece se não se executa corretamente tudo que foi planejado. Portanto, é importante definir as atividades; Datas de início e de fim, responsáveis ​​de sua execução e o orçamento atribuído a cada uma dessas tarefas.

A duração e a profundidade do exercício dependem de vários fatores, mas o resultado é sempre valioso.

Quais medidas você irá tomar em seu negócio e em sua vida nesse sentido?

por ActionCOACH Mariela Grasso/ Argentina

Voltar