Você conhece alguém que resiste às mudanças? Sabe como gerenciar? Todos nós seres humanos possuímos certas resistências que nos atrapalham no processo de mudar. No mundo corporativo, os desafios não são diferentes.

As ações são dinâmicas e em um curto espaço de tempo novas tendências são criadas e velhas tendências são esquecidas, mas hábitos e crenças atrapalham o acompanhamento desse processo.

A capacidade de se adaptar rapidamente as mudanças pode ser considerada um diferencial competitivo nos tempos atuais. Segundo Albert Einstein “Não existe maior exemplo de insanidade do que esperar resultados diferentes fazendo as mesmas coisas”, ou seja, precisamos nos manter em um processo continuo de mudança e adaptação, se quisermos continuar aumentando nossos resultados.

Tendo em vista este grande desafio que nos assola, uns mais do que outros, tenho pesquisado bastante a respeito do tema e me deparei com uma fórmula que parece ser bastante apropriada para tornar a “mudança” algo menos traumático, mais dinâmico e orientado para resultados.

I x V + P > R

I – Insatisfação

V – Visão

P – Primeiros Passos

R – Resistências

Cada variável da fórmula tem papel fundamental. É improvável que uma mudança ocorra se não houver uma insatisfação. Após a insatisfação detectada é necessário ter clareza da visão, que representa aquilo que estimamos alcançar pessoalmente ou profissionalmente. O próximo desafio para que a mudança comece acontecer é definir os primeiros passos que precisam ser dados. Entenda que toda decisão é acompanhada de ônus e de bônus, esteja preparado para isso. Contudo o grande desafio da fórmula está na quebra das resistências.

Convido você a fazer um exercício de reflexão:

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?

Você tem uma visão clara do que você quer? Ou somente do que você não quer?

 

Quais resistências geralmente lhe impedem mudar?

Qual o impacto na sua vida pessoal e profissional se essa resistência for quebrada?

Entre em Ação!

 

por ActionCOACH Vinícius Carvalho