Para ter estrutura na vida, você conta com um mecanismo de autocontrole  que controla seus desejos, suas necessidades, medos, pensamentos, sentimentos e ações que pode ser definido como disciplina. Sem um mínimo de disciplina é difícil levar uma vida normal e alcançar seus objetivos, inclusive no dia a dia.

No entanto, a fim de realizar mudanças significativas e duradouras na vida, você precisa de doses de autodisciplina muito maiores do que a que te impulsiona a cada dia. Que o torne capaz de coordenar os seus esforços, pensamentos e ações constantemente para atingir o seu objetivo, apesar das resistências consciente ou inconsciente que possam surgir .

Partindo de que o sucesso não é alcançado por um golpe de sorte e sim de ações determinadas a alcançar objetivo declarado, quase que teimosamente, a autodisciplina  é uma das maiores habilidades  que podem ajudar você a atingir. Como qualquer habilidade, a autodisciplina é susceptível de ser aprendida através da prática.

Para aprender a autodisciplina há um grande inimigo que você deve derrotar: a sua autossabotagem, esse vermezinho que através do medo, insegurança, falta de organização, ou atraso constante, te oferecem excelentes desculpas para não fazer o suficiente.

Isso foi o que aconteceu com Juan, um excelente psicólogo que, após 15 anos de trabalho na indústria petrolífera da Venezuela, foi demitido junto com outros profissionais após a conclusão do projeto para o qual foi designado. Viúvo com dois filhos, John descobriu que tinha de dar uma solução rápida para a sua nova situação financeira. Com o conhecimento de Psicologia Organizacional e os contatos que ele tinha cultivado em sua carreira, ele organizou uma série de cursos e palestras para o setor privado sobre clima organizacional e práticas de recrutamento e seleção.

Mas as semanas se passaram e Juan não fez as chamadas necessárias para conseguir agendar compromissos com clientes potenciais. O que aconteceu? Ele estava paralisado pelo medo de enfrentar uma possível rejeição de seus ex-colegas da indústria e disfarçava expressando sua “incapacidade de vender”! Juan conseguiu superar seu medo subconsciente, ele aceitou-o como parte de sua personalidade, e começou a trabalhar na redução de sua influência imobilizadora.

Você não pode deixar de ter medo de alguma coisa, mas você pode impedir que o medo arruíne seus objetivos. Uma vez que você chegar à raiz do que te paralisa, produza a certeza de que você pode avançar em sua autodisciplina e com a prática constante da mesma, você vai conseguir formar parte de sua personalidade. Assim como você tinha que praticar muito antes de aprender a dirigir seu carro com facilidade, você também deve praticar a autodisciplina, superando as resistências.

A motivação de Juan foi maior do que os seus medos, e aprendeu que a vitória acompanha a constância. Hoje ele é um consultor importante na área de desenvolvimento organizacional para empresas privadas em seu país. Qual é a sua história de autodisciplina? Gostaria de conhece-la.

Por ActionCOACH María Inés Morán |Mexíco

 

Voltar