Empresário ou proprietário da empresa, agora quero compartilhar outra área de Domínio em que na ActionCOACH acreditamos que se deve ter antes de trabalhar para aumentar seus clientes, vendas e lucros através da criação de uma “máquina” de marketing e vendas.

Este aspecto do domínio é sobre o destino que você deseja para o seu negócio ou empresa, este deve estar perfeitamente definido por escrito. Como você imagina a sua empresa quando estiver “terminada”? Você quer saber com certeza o que queremos dizer quando dizemos “terminada”. Bem, os negócios são geralmente como um produto em andamento, não concluído em termos de sistemas e estratégias que você precisa para estar em execução e crescendo sozinho, com autonomia e independência do proprietário.

Na ActionCOACH acreditamos que este deve ser o principal papel que você deve exercer dentro de sua empresa, e não o de operar a empresa como um colaborador a mais. Não veja o seu negócio como um trabalho, mas como uma empresa que deve construir para chegar a funcionar sem você, como uma máquina que deve começar a fazer dinheiro sozinha.

Onde você define este destino para uma empresa? Nessa visão terminada em forma de uma declaração que inspire você, como proprietário de uma empresa, e inspire toda a sua equipe.

A intenção é que esta declaração do negócio atraia o melhor time, o qual você é digno de ter e que este se junte ao “para que” de sua empresa. Se você quiser ter o coração e a paixão da sua equipe, você precisa atrair e reter pessoas que comprem essa visão, que queiram trabalhar por ela, e não apenas por um salário.

Sua visão da empresa e o “para que” da mesma são chamados idealmente para serem tão grandes, tão inspiradores, que atrairia pessoas dispostas a trabalharem para elas, sem cobrar um real, se não fosse o caso da maioria das pessoas precisarem de dinheiro para sobreviver e/ou manter suas famílias.

É a famosa metáfora que diz que perguntaram a dois pedreiros que estavam trabalhando, que o que eles estavam fazendo. O primeiro respondeu: “Estou aqui, quebrando pedras”. E o segundo disse: “Aqui, a construção de uma catedral.” O que você prefere responder a cada membro de sua equipe?  “Aqui, trabalhando, porque não há outro coisa que eu possa fazer para viver”, ou “Aqui, trabalhando com paixão por contribuir e alcançar a visão da minha empresa, que é …

Você não acha que os resultados poderiam ser radicalmente diferentes? Diz-se que uma das principais razões para o sucesso retumbante da empresa mais admirada do mundo, a Apple, desde o retorno de Steve Jobs à direção geral da mesma, foi que ele, e por ele, então seus colaboradores tinham muito claro o seu “para que”, e isso motivou a todos a revolucionar várias indústrias em um curto espaço de tempo: a música com a criação do iPod e do iTunes, os tablets digitais com o seu iPad, e o telefone celular com iPhone.

Há empresas que tentam vender o seu “o que” (produto ou serviço). Há outras que evoluíram para o próximo nível, que é vender o seu “como” (proposta única de vendas), mas há um terceiro nível de empresas, incluindo a Apple, que o que eles vendem é o seu “para que”.

Finalmente, eu quero terminar citando Mark Twain que disse: “Os dois dias mais importantes de sua vida são o dia em que nasceu e o dia em que você encontrou o seu para que”. Encontre os para que de sua vida, e, em seguida, do seu negócio. E depois descreva e define a maior visão da sua empresa, e comece a comunicar a todos de sua equipe e a todos os candidatos a aderir à mesma.

Por ActionCOACH Alejandro Arena | México

 

Voltar