Um dos grandes vilões para um alto desempenho na gestão de uma empresa é o excesso de atividades e a falta de método para suas execuções. Em uma pequena empresa, é comum que o empresário seja uma espécie de faz-tudo.

O mais perigoso nessa história toda, é que a equipe acaba sendo reflexo do seu gestor. Por acaso você já viu uma equipe altamente produtiva onde há um líder desorganizado? Em mais de 400 empresas com as quais eu trabalhei nos últimos 8 anos, não vi e não prevejo essa magia.

Agora, quero que pegue caneta e papel, para escrever (e depois fazer) as cinco dicas práticas e aplicáveis para sua rotina ser mais produtiva:

  • Reflita sobre suas crenças: Entre outros vários fatores, também somos moldados por nossas crenças. Quais são as crenças que te levam a crer que trabalhar, trabalhar e trabalhar (sem métodos ou critérios) vai te trazer qualidade de vida? Onde foi que você viu ou ouviu que “faça o máximo que puder ser feito tudo de uma vez para ficar livre”, fez alguém ganhar dinheiro? Quais as três primeiras coisas que vêm a sua mente quando eu digo a palavra “produtividade”? Dessas 3, quantas você identifica que, mais te limitam do que te impulsionam?
  • Separe seus dias por setores da empresa: Se você desenvolve atividades de vendas, financeiro, compras, operações, marketing, entre outras, determine que cada qual tenha seu dia de prioridade. Algo como Segunda-Feira do Financeiro, Terça-Feira das Compras, Quarta-feira das vendas, e por aí vai. Não significa que você não fará outra atividade de outros setores, mas sim, que você irá direcionar as principais atividades para esses dias. Mais organização significa mais produtividade.
  • Tenha um plano visual da sua semana: Coloque um grande quadro na sua parede onde você possa visualizar a semana de atividades. Procure preencher esse quadro no fim da semana anterior, para que sua segunda-feira cedo já comece engatilhada para o desempenho. Não espere que seja 100% perfeito, mas dedique-se 100% para conseguir realizar o que se propôs nesse quadro.
  • Insira, Risque e Delegue: É muito provável que, durante a semana, outras demandas surjam. Não desanime, nem se omita. Escreva as demandas conforme as necessidades e saiba diagnosticar o que será sua real prioridade. Também é importante que, com uma cor de caneta diferente, você risque àquelas atividades realizadas. Celebrar os pequenos feitos dá o gás que muitas vezes precisamos. Outro ponto a ser considerado é seu valor-hora. Você, gestor ou empresário, é muito mais estratégico que outros colaboradores do negócio, portanto, saiba que algumas atividades não valem o seu tempo e você precisa aprender a se desapegar e delega-las.
  • Trace meta e consequência: Para que você mantenha o foco e um ritmo de conquistas, determine metas de cumprimento de resultados durante a semana. Geralmente, o que move os seres humanos se resumem em Visão ou Pressão. A meta serve como uma visão do futuro desejado. Já a consequência serve como pressão, caso não seja feita a atividade proposta. Sugestões de pressão/consequência: Raspar a cabeça, colocar a camisa do time rival e postar a foto na internet, ficar sem acessar internet para fins pessoais, dormir de bota por uma semana… Você estaria disposto a se desafiar?

Ou você toma coragem para fazer o que precisa ser feito ou deverá se contentar com a mediocridade.

É hora de entrar em ação.

Por ActionCOACH Gustavo Winkelmann|Brasil

Voltar