Sobre a área financeira, existe questões curiosamente comuns de se encontrar e confirmar na comunidade empresarial que é ironicamente a falta de informação numérica relacionada a empresa e os números aos quais nos referimos especificamente neste artigo não são aqueles de compreensão sofisticada que interpreta por completo o negócio; São as informações básicas que cada proprietário de negócio deve gerenciar e atender perfeitamente: a informação financeira básica da empresa, Demonstração de Resultados, Balanço Patrimonial, e fluxo de caixa.

Sua área financeira deve gerar informação…

A “informação” da qual falamos é a geração de dados regularmente registrados em determinados períodos, que podem variar de uma contabilidade diária, semanal, mensal, trimestral e/ou anual, a partir do conhecimento mais essencial como saber em que nível está as vendas, passando pelo lucro bruto, até saber se o negócio está sendo rentável ou não até o final de um período; além de conhecer a posição financeira do negócio, como tem, quanto deve e, finalmente, qual é a periodicidade em que a empresa tem ou não o dinheiro necessário para cobrir seus custos fixos, inevitáveis para a operação.

Embora nós pudéssemos supor que esta informação é conhecida em detalhes pelo proprietário da empresa, geralmente esta tarefa é atribuída a contadores ou melhor ainda a gestores da área financeira que também muitas vezes não conhecem em detalhes os dados com a precisão exata, no tempo exato e muito menos pode gerar as informações necessárias para a tomada de decisões.

A tomada de decisão é a principal razão de conhecer as informações financeiras, com a ajuda de ferramentas que a análise financeira nos dá, podemos obter a informação básica para entender a posição e desenvolvimento de negócios. O primeiro é o método de Vertical ou análise estática (de uma determinada data) que inclui duas ferramentas: a análise das “percentagens abrangentes” e “razões financeiras simples” -ambas indicam a razão e proporção de uma conta em detrimento de outra em uma data determinada- e o segundo método é a análise horizontal ou dinâmico (sendo comparados em diferentes períodos de tempo) com duas ferramentas disponíveis: a análise de “aumento e diminuição ou variações nas contas” e “razões financeiras ou múltiplos”, onde os dados são comparados em diferentes períodos para conhecer o seu comportamento ao longo do tempo.

E a disponibilidade de dinheiro? Como posso conhecer?

Com informações de fluxo de caixa que nos diz de onde vem renda do negócio e para onde esse dinheiro vai, ou seja, a sua saída em horários e momentos diferentes dentro de um período de tempo.

Isso ajuda você como um empresário a ter uma imagem clara da situação da sua empresa e das operações que estão sendo efetuadas.

Por que preciso ter e administrar com perfeição esta informação?

Para tomar mais e melhores decisões que garantam o crescimento do negócio de maneira saudável e sustentável, sem dúvida, sob o monitoramento absoluto do proprietário, a empresa logrará o sucesso e vai alcançar o objetivo final e a razão para sua criação que é a: Realização do seu sonho pessoal “com a ajuda do seu negócio. Trabalhando para ele e não nele e por fim levar ao seu negócio à definição ActionCOACH de como deve ser um negócio;

“Uma empresa comercial rentável que FUNCIONA SEM VOCÊ”

 

Por ActionCOACH Alejandro Juárez |México

Voltar