4 Níveis de Habilidades que você deve conhecer bem no momento de formar sua equipe

Enquanto você está ocupado em fazer seu negócio expandir, quem está aproveitando o tempo para “nutrir e tratar” de seus funcionários? Como provavelmente você já deve ter percebido, não há muito tempo no seu dia para fazer todas as coisas, e à medida que a empresa vai crescendo, você precisa confiar cada vez mais em seus funcionários. Se você é como a maioria dos empresários, a preocupação de que sua equipe não possa fazer as coisas tão bem como você, provavelmente, tenha passado pela sua mente. Impedindo você inclusive de delegar algo. Bem, se você não fizer um plano para sair dessa rotina, você terá a garantia de ficar preso nisso para sempre!

Tempos atrás, escrevi que uma das características de uma equipe vencedora é que a mesma conhece e compartilha seus objetivos. Geralmente, falamos sobre isso em um nível comercial ou departamental, mas também pode ser aplicado a nível individual. Como podemos esperar que nossos funcionários tenham sucesso se não dissermos o que esperamos deles e lhes pedimos que aceitem fazer o que esperamos? Isso é muito simples, e eu gostaria de compartilhar com você meu ponto de vista.

Deixe claro desde o inicio o que você espera como resultado…

Existem dois pontos para celebrar um acordo: o primeiro é ter um descritivo de cargo para cada funcionário. Algo que descreva suas principais responsabilidades (nem todas) e os resultados que se esperam da pessoa nessa posição. Não confunda isso com uma roteiro de trabalho, que geralmente é uma tentativa de listar todas as tarefas possíveis que você poderia pedir a alguém para fazer; essas coisas não funcionam, já que eles não entendem a ponto de ignorar o mais importante: os resultados esperados por você.

O segundo ponto é o que eu chamo de Matriz de Habilidade de Posição. Este é um documento que lista as habilidades que você espera que a pessoa que se encontra nesta posição, aprenda. E o mais importante, à medida que se espera, que possam absorver essas habilidades. Pode haver entre 10 e 50 habilidades específicas ou tarefas onde você espera que alguém tenha algum nível de experiência. Você pode chegar a um acordo com cada membro da equipe sobre estes requisitos de habilidades, e também sobre seu nível atual de realização e o nível de realização que se espera de cada um.

Criar uma matriz de habilidades é um processo de duas etapas. O primeiro passo é o mais fácil, trata-se de identificar todas as habilidades/tarefas que você acha que precisa dominar. Eu sugiro que seja solicitado à sua equipe ideias sobre as habilidades que poderão ser incluídas na lista também. Já o segundo passo é um pouco mais difícil, porém de vital importância. Deve se determinar em que nível cada posição irá dominar uma habilidade. Uso quatro níveis de alcance: Consciente, Usuário, Profissional e Especialista.

4 Níveis de Habilidades no momento de descrever um cargo…

Consciente: Isto significa que o funcionário deve conhecer a habilidade/tarefa, entender sua importância e como se encaixa no quadro geral. Não se espera que eles possam realizá-la, mas que tenham entendimento suficiente para executar outras tarefas de forma produtiva como resultado dessa conscientização.

Usuário: Isto significa que o funcionário deve realizar a tarefa com uma supervisão moderada e compreende o resultado que se espera. Ele deve realizar as tarefas em uma frequência suficiente para manter um nível básico de competência na realização da mesma e assim obter o resultado esperado.

Profissional: Isto significa que o funcionário deve realizar suas tarefas em um nível altamente produtivo, com pouca ou nenhuma supervisão. O Profissional também deverá formar outros membros da equipe nos níveis de Consciente e Usuário. Também se espera que o especialista identifique melhorias na maneira como as tarefas são realizadas alcançando melhores resultados. Os profissionais podem ter certificações e outros comprovantes de que dominam uma determinada área/função.

Especialista: Isto significa que o funcionário alcançou o domínio completo da atividade e pode ensinar a outros. Estes Especialistas deverão ter certificados e, o reconhecimento de suas habilidades por parte da própria indústria. Este nível pode se envolver nos esforços da empresa para melhorar o setor técnico em suas áreas de especialização.

Munido de uma planilha de habilidades simples e com essas quatro definições básicas, você agora possui uma poderosa ferramenta de avaliação e desenvolvimento para sua equipe, que você pode usar para aumentar sua capacidade de ajudá-lo a cumprir sua missão. Sua equipe é o seu maior trunfo, não se esqueça de “alimentá-la e irrigá-la”.

Por Mark McNulty/ EUA

Voltar
dezembro 4th, 2017|ActionSTEPS 2017, Liderança Equipe e Produtividade|Comentários desativados em 4 Níveis de Habilidades que você deve conhecer bem no momento de formar sua equipe
Pular para a barra de ferramentas