Por  ActionCOACH Yuliya Ostrovska / México

A lei da vida nos diz que se algo não está crescendo, está morrendo. Se compararmos a riqueza de nossas vidas com os estágios da vida de uma pessoa, pensaríamos que quanto maior formos, mais ricos seremos. No entanto, sua idade tem pouquíssimo sentido com o seu status de riqueza, ao contrário, é uma questão de mentalidade, foco e disciplina. E esse modelo também pode ser aplicado à vida do seu negócio.

O que eu compartilho com você é baseado em um estudo que me chamou atenção no seminário “Wealth Management” do Tony Robbins Institute. Os critérios a serem considerados são baseados nas seguintes questões:
• Em que estágio você está como pessoa?
• Onde está o seu negócio?
• Onde está o seu subconsciente sobre a riqueza?

As etapas são:
NASCIMENTO: Muita energia, mas dinheiro é necessário. O pouco dinheiro que é gerado, se gasta para viver.

INFÂNCIA (ATÉ 3 ANOS): Já tem clientes que estão gerando receita para o seu negócio. No entanto, não há planejamento, orçamentos, políticas ou regulamentos, etc. Tem desejos sobre o seu negócio, tem uma noção de quando quer alcançá-lo e ao mesmo tempo fica frustrado quando não consegue o que quer e pressiona sua equipe para se concentrar e acelerar para alcançar sua meta. Se alguns de vocês têm filhos, às vezes, esse estágio é chamado de “os terríveis três anos”.

INFÂNCIA (A PARTIR DE 4 ANOS): É hora de crescer e ganhar dinheiro. O desejo de “recompensa imediata” ainda está, mas sabe que precisa trabalhar para alcançá-lo. Os desejos podem demorar mais do que o planejado. Poderia ser um estágio muito emocionante, mas também muito assustador. Não há sistemas, não há planejamento, não há orçamentos e os indicadores de desempenho são muito fracos. A visão do dinheiro: “é focada em gastos – não em poupar”.
ADOLESCÊNCIA: Procura fazer “muito” dinheiro (na mente). Gasta muito dinheiro – provavelmente mais do que ganha. O pensamento é: “há muito dinheiro e haverá mais no futuro”. O dinheiro é a resposta para tudo. “Não há disciplina, nem domínio do tempo para fazer as coisas corretamente no momento certo. Assume muito risco.

JOVEM ADULTO: Aprende a apreciar o dinheiro, aprende a ganhar dinheiro e agora está aprendendo a controlar custos e a economizar. Começa a economizar e vê o valor em investir o dinheiro. Idealmente, está procurando ajuda para planejar e criar orçamentos. Aprende a dizer “NÃO”. Talvez faça as maiores compras / investimentos da sua vida. Talvez não tenha descoberto o veículo para alcançar a maximização.

ZONA DE MÁXIMO POTENCIAL: Está gerando muito lucro e investindo constantemente, e em quantidades significativas. Encontrou o veículo que cria lucros consistentes e em grandes quantidades, e rentabilidade ou uma estratégia de investimento lucrativo. Tem vários veículos para criar riqueza. Plano, fazer orçamentos, medir e lidar com suas finanças. Está focado em contribuir para melhorias na sociedade e no mundo.

IDADE ADULTA: As receitas diminuíram. Não há mais maximização do lucro, porque o foco na disciplina financeira foi perdido. As estratégias anteriores não produzem mais os mesmos resultados. Há uma necessidade de inovar a compreensão de um ambiente moderno em mudança. Os ganhos dos investimentos estão diminuindo. As coisas estão bem mas, não estão indo na direção certa. O esforço de tempo e recursos deve ser focado em uma visão futura e não em trabalho físico.
ENVELHECIMENTO: Receitas, investimentos e sua massa crítica estão diminuindo. Usa estratégias incorretas. Psicologia do pânico, medo e frustração. O medo nos faz envelhecer rapidamente.
INSTITUCIONALIZAÇÃO: Alguém mais está segurando e apoiando você. Talvez tenha dívidas. Não tem mais desejo de adquirir riqueza, produzir novos rendimentos e criar novos investimentos.
MORTE: Falência ou morte física.

Em que estágio se encontra você e seus pensamentos? Como isso está afetando seu negócio?
Convido-o a escrever-nos com suas respostas e reflexões, e um esboço de plano de ação focado em como chegar ou regressar ao estágio de MÁXIMO POTENCIAL ou MAXIMIZAÇÃO DA RIQUEZA. Espero nos encontrar em breve.