Suponhamos que sua empresa fosse uma jangada na qual estão 10 pessoas (seus funcionários) e que essas pessoas deveriam remar na mesma cadencia para chegar a um lugar específico. Se sua empresa é como 90% das empresas em todo o mundo, apenas uma das pessoas estaria remando, sete estariam vendo o movimento da balsa sem remar e duas delas estariam tentando afundar o barco. Traduzido para estatísticas de Gallup, em nível mundial 14% dos funcionários estão envolvidos, 66% não estão envolvidos e 20% atuam ativamente contra a empresa. Na América Latina, os números não são muito diferentes de acordo com a pesquisa de Franklin Covey.

Os funcionários comprometidos sentem uma conexão com sua empresa e farão o que for necessário para atingir os objetivos da mesma. Os funcionários não comprometidos estão “desconectados”, ou seja, eles podem estar fisicamente em seu local de trabalho, mas mentalmente estão em outro lugar, eles não têm uma boa atitude e fazem o mínimo necessário para sobreviver. Finalmente, os funcionários que estão atuando ativamente contra a empresa e que a diminuem, visam dificultar os níveis de produção e diminuir o moral de outros funcionários.

Certamente, a esta altura, você estará identificando quem na sua empresa tem essas atitudes, mas você deve estar se perguntando o que acontece se seus funcionários não comprometidos têm mais pessoas a seu cargo? O problema é ampliado: os gerentes não comprometidos são três vezes mais propensos a ter dependentes não comprometidos, enquanto os gerentes incorretos criam ativamente a falta de compromisso laboral, causando, de acordo com diferentes estatísticas em todo o mundo, um custo estimado entre 450.000 e 550.000 MDD por ano (ver estudos de Gallup e Bob Kelleher). Para ter uma ideia mais clara do tipo de ambiente de trabalho que esses gerentes podem criar: apenas nos Estados Unidos, 37% dos funcionários dizem que iriam desistir de um aumento substancial em seu salário apenas ao ver o seu supervisor direto demitido (aterrorizante, não?).

Atualmente, as grandes empresas estão investindo muito em aumentar o compromisso trabalhista em sua empresa. Você pode imaginar por quê? Porque o compromisso dos funcionários é a fórmula mais simples para obter resultados extraordinários de forma rápida e fácil na empresa. Segundo a Deloitte, 90% dos principais gerentes do mundo concordam que a falta de compromisso dos funcionários é uma das maiores ameaças às empresas.

Suponho que sua próxima pergunta seria: quais benefícios tangíveis você teria ao aumentar o compromisso de seus funcionários? Bem, há estudos que mostram que as empresas com forças de trabalho comprometidas têm lucros 22% maiores, produtividade 21% maior, 10% a mais de clientes fanáticos de seus produtos ou serviços, até uns 65% a menos no volume de rotatividade de pessoal e um absenteísmo 37% menor. Por que eles têm esses resultados? Muito fácil, porque as pessoas, naturalmente, quando estão felizes, querem dar; quando não estão, pensam apenas sobre o que vão ganhar ou obter. Os funcionários comprometidos trabalham mais e melhor, têm uma atitude positiva, se sentem inspirados, são leais, têm mais autoconfiança e se sentem capacitados.

Como empresário você é responsável por sua EQUIPE:

Como proprietário de uma empresa, você é responsável por seus funcionários, seu desenvolvimento e seu bem-estar. Se você quiser aumentar o compromisso da sua equipe, a primeira coisa que você deve fazer é cumprir com a sua responsabilidade. O compromisso laboral nasce do acordo mútuo entre a empresa e o empregado, e esse compromisso não é apenas o cumprir com o empregado, mas o cumprir com a pessoa.

Agora eu quero que você reflita: se hoje o seu negócio vai bem, imagine como poderia ser se seus funcionários tivessem a camisa da sua empresa bem colocada. Minhas recomendações para alcançá-lo seriam:

  • Primeiro ganhe sua confiança, mostrando seu compromisso com eles. Grandes líderes são reconhecidos por estabelecer uma grande confiança nas pessoas.
  • Mostre que você está interessado em pessoas e não em funcionários, seja empático com eles e fique ao seu alcance.
  • Procure ajuda profissional com programas que o ajudem a aumentar o compromisso de sua empresa. Eu recomendo a metodologia Engage&Grow, que provou ser a mais rápida na geração de resultados e teve tanto sucesso que, em apenas dois anos, chegou a 80 países e foi traduzida para 10 idiomas.

Então, a minha pergunta é: O que você vai fazer com aqueles que apenas veem você remar e com aqueles que tentam afundar a sua jangada?

Agora você vê claramente a importância do compromisso do trabalho?

É hora de agir!

Por ActionCOACH Beatriz Galván/ México

Voltar