Por ActionCOACH Luis Felipe Valdés C. / Chile

Nas condições atuais de trabalho on-line, tudo mudou. Isso parece óbvio, mas nunca teríamos pensado que isso fosse possível em todo o mundo e, por tantos meses. Tal fato nos obriga a fazer muitas perguntas, repensar algumas delas e, sobretudo, planejar nossas atividades de uma maneira diferente e a partir daí, começar a adaptar alguns hábitos, reorganizar outros e criar diferentes possibilidades para enfrentar essa nova realidade.

Mas, para entender melhor essas mudanças, será necessário fazer comparações e planejar nossas atividades considerando algumas variáveis. Uma delas é a eficiência no uso do tempo.

É aqui que podemos começar fazendo algumas perguntas que nos ajudarão. Pensando em uma comparação de como era antes e como é agora. Convido você a realizar o exercício, com duas colunas ANTES e AGORA e responder cada coluna:

  1. Horário de início e término da sua atividade profissional
  2. Horas de deslocamento
  3. Tempos ociosos que tenho ou posso tirar
  4. Hora para alimentação
  5. Tempo que gasto em tentações ou distrações
  6. Tempo gasto planejando meu tempo

As diferenças de tempo gastas antes e agora, ao adicionar essa lista, nos permitirão perceber com que eficiência estamos gerenciando o tempo no trabalho remoto.

Independentemente do exercício anterior, sempre podemos ser mais eficientes no uso de nosso tempo e, para isso, deixo uma lista de ações que você pode implementar para esse fim.

  1. Use o telefone, WhatsApp e e-mail apenas o necessário
  2. Realize apenas as reuniões e participe das conferências que agregarão valor
  3. Use listas e agenda e bloquei horários para atividades importantes
  4. Estabeleça metas e lute para vincular o uso do seu tempo a elas

E assim que esse período de trabalho remoto obrigatório por quarentena e medidas de segurança em saúde terminar, alguns desses novos hábitos mudarão para sempre, seja porque quebramos paradigmas que nos permitiram ver coisas que não estávamos vendo ou simplesmente por causa da obrigação, inventamos maneiras de fazer as coisas de maneira diferente, uma vez que nossos novos hábitos foram assumidos, mais eficientes e não seria conveniente voltar às antigas práticas.