Por ActionCOACH 

As redes sociais mudaram o mundo dos negócios. Franqueadores e franqueados devem se adaptar a essa base de clientes e funcionários em constante mudança para encontrar oportunidades de crescimento. Então, como os jovens adultos, Millennials e as franquias afetam os negócios em nossa era digital?

A geração Millennials: os nascidos perto da virada do milênio, agora estão chegando à idade adulta. Em termos de população, os Millennials superam os Baby Boomers e estão se tornando uma poderosa força econômica à medida que suas carreiras e famílias começam. Criado na era digital da Internet, telefones celulares, tablets, aplicativos e Xbox, esse grupo de mais de 70 milhões de pessoas apresenta uma grande oportunidade para os franqueados que podem fornecer bens e serviços relacionados às suas crescentes necessidades.

Uma tendência entre os Millennials que promete aos franqueadores é sua predisposição geracional de serem empreendedores e querer a liberdade que o trabalho independente pode proporcionar. Os Millennials é a primeira geração que cresceu com tecnologias que as gerações anteriores encontraram somente mais tarde. Essa dependência inata da tecnologia gera características nos Millennials que coincide com o fato de ter crescido na era digital. Como o clima tecnológico que muda rapidamente, esse grupo é formado por pessoas que desejam que as coisas sejam feitas continuamente mais rápido, melhor, mais barato e com menos esforço. Em essência, a geração dos Millenials, mais do que qualquer grupo, procura alavancar seus esforços, consumidores e trabalhadores, para aproveitar ao máximo seu investimento.

Millennials e Redes Sociais

Os Millennials tem mais probabilidade do que qualquer outro grupo demográfico de contar com aplicativos e redes sociais diariamente para comunicação, informação e comércio: compra, venda e negociação. No momento em que as fotos podem ser duplicadas e compartilhadas em todo o mundo, e com milhares de pessoas, sem nenhum custo e em alguns segundos, é difícil imaginar qual empresa seria apenas duas décadas atrás.

Vamos calcular os gastos em tempo e esforço:

Primeiro, o filme (cerca de R$ 10) teria que ser desenvolvido (outros R$ 10), conceitos que a maioria dos Millennials não conhece. Portanto, se você quiser compartilhar dez fotos com cem amigos internacionalmente, isso significa fazer 1.000 fotos duplicadas (1.000 por cinquenta centavos cada uma são R$ 500).

Agora, onde estamos no tempo? As fotos originais levaram uma semana para serem reveladas. Em seguida, devemos adicionar mais uma semana para processar duplicatas.

Duas semanas e R$ 500 no projeto, precisamos agora endereçar e selar 100 envelopes (cerca de R$  50 e cerca de seis horas para endereçar, preencher e selar fisicamente os envelopes). Portanto, devemos considerar que levaria pelo menos dois dias para cada envelope fotográfico chegar ao destinatário. Quase três semanas e R$ 600 depois, nossos amigos receberiam suas fotos.

Hoje, esse processo se tornou um projeto que pode levar uma hora para ser concluído do início ao fim, e não custa absolutamente nada, desde que, é claro, o uso de um computador e uma câmera digital esteja disponível. Este é apenas um exemplo de como o uso da tecnologia pelos Millennials na era digital revolucionou os processos humanos e os comportamentos dos consumidores.

A franquia é particularmente atraente para a Millennials devido aos sistemas bem estabelecidos e ao respaldo inato incorporado ao modelo de franquia. O empreendedor inteligente da geração dos Millennials vê a oportunidade oferecida pela franquia em termos de mais rápido (sem necessidade de reinventar a roda), melhor (um sistema estabelecido com sucesso comprovado) e com menos esforço (o trabalho de estabelecer o negócio já foi feito, permitindo que o franqueado salte para o crescimento dos negócios).

Dado o apelo especial do modelo de franquia para a geração Millennial, a franquia mais desejável para essa demografia é facilmente determinada. Uma franquia que não exige grandes custos de construção; portanto, uma franquia doméstica será mais atraente aos Millennials do que aqueles que exigem grandes investimentos em equipamentos, construção e outras despesas operacionais. Além disso, uma característica que os Millennials parece exibir mais do que as outras gerações é um ideal de filantropia: querer mais do que apenas um salário, mas que tem um desejo real de fazer contribuições positivas para a humanidade. É por isso que os Millennials gravitará em direção a um negócio com uma visão humanitária clara, em vez de um que seja simplesmente lucrativo.