O controle de caixa depende, inicialmente, dos recursos que entram e saem da sua empresa. Quando o registro dessas movimentações é realizado de forma correta, fazendo a identificação de cada transação financeira, o gestor consegue organizar o caixa e saber se vão sobrar ou faltar recursos ao final de um determinado período.

Se você quer aprender a fazer um controle de caixa da maneira correta, fique atento às dicas desse artigo e organize os registros do seu negócio, a partir de 5 dicas simples:

1. Identifique qual é o saldo inicial do seu negócio

Quem deseja efetuar um controle de caixa mais efetivo em sua empresa e fazer uma gestão de recursos mais rigorosa, precisa identificar qual é o saldo inicial da sua empresa e de todas as contas bancárias ligadas a ela.

Dessa forma, o gestor consegue ter uma visão mais abrangente de todos os seus recursos disponíveis no momento, ou seja, daquilo que ele realmente pode contar em efetivo, caso haja necessidade.

2. Categorize todas as suas despesas e receitas

Antes de lançar todas as suas receitas e despesas, é importante que o gestor faça a categorização de cada uma delas. Isso é de extrema importância na hora de fazer o controle de caixa, já que permite uma visualização mais global dos recursos e também dos custos que podem ser minimizados ou até mesmo cortados.

3. Faça o registro de todas as receitas de caixa de um determinado período

Se você quer manter a saúde de sua empresa em dia, não deixe de fazer o registro das receitas de caixa em um determinado período. O ideal é que ele seja de, pelo menos, 12 meses. Assim, é possível visualizar um prospecto mais amplo da situação financeira da empresa.

Na hora de fazer os registros de entrada de dinheiro, não deixe de anotar as suas vendas à vista e também a prazo, quais contar tem a receber, além de quaisquer entradas extras, inclusive a data em que cada uma foi ou ainda será finalizada.

4. Faça o registro de todas as saídas de caixa

Tão importante quanto às entradas de dinheiro da empresa são as saídas. E, para fazer um controle de caixa eficiente, registre tudo o que a empresa precisa pagar, a curto e também a médio prazo.

É importante também separar os custos fixos da empresa (como aluguel, salários, contas de consumo, etc), assim como os variáveis, para conseguir manter equilibrado o orçamento de sua empresa.

5. Monitore os lançamentos do seu controle de caixa

É comum que, no dia a dia de uma empresa, ocorram novas despesas e receitas. Por isso, o controle de caixa não é algo que deve ser feito por um dia e deixado de lado. Então, acrescente todos os lançamentos e saldos operacionais (entradas – saídas de recursos) do seu caixa constantemente.

Fazer o monitoramento constante do seu controle de caixa ajuda o gestor ou dono do negócio a compreender melhor como são realizadas as operações financeiras da sua empresa, o que influencia diretamente a sua saúde financeira e ajuda na tomada de decisões estratégicas para a mesma.

Gostou do nosso artigo? Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Então deixe a sua dúvida nos comentários!

 

Celio Melim Jr.
Coach de Negócios
ActionCOACH SC
(47) 3028-1806 / (48) 8405-1800
www.actionworks.com.br