Um dos erros recorrentes em gestão é o microgerenciamento. Isso acontece, normalmente, por duas razões: insegurança, como quando o líder tem medo de que alguém desempenhe uma função melhor que ele, ou simplesmente pelo excesso de proatividade. No entanto, esse tipo de comportamento pode ser extremamente prejudicial aos resultados da equipe.

Saber delegar tarefas, além de direcionar melhor os esforços estratégicos do gestor, é motivador para os demais membros do grupo e mostra que você é um bom líder. Essa mudança de comportamento é, por vezes, um verdadeiro desafio para alguns profissionais. Quer aprender a delegar tarefas? Confira as dicas abaixo!

Conheça sua equipe

O primeiro passo para delegar uma tarefa é saber quem é a melhor pessoa para desempenhá-la, a fim de que os resultados esperados sejam alcançados. A única maneira de se ter segurança na escolha é conhecendo a fundo as habilidades e competências de cada membro de sua equipe. Atente aos pontos fracos e fortes de cada um e distribua as atividades conforme os perfis.

Para tanto, é preciso cercar-se de pessoas qualificadas e nas quais você tenha total confiança. E também é importante lembrar que nem sempre capacidade técnica é suficiente e você precisa saber se o profissional sabe trabalhar com autonomia ou como se comporta, por exemplo, sob pressão. Só um gestor que conhece sua equipe vai conseguir fazer o trabalho render melhor.

Seja claro e objetivo ao delegar tarefas

Seu papel é orientar a equipe em busca dos resultados esperados. Então, seja claro ao repassar demandas, prazos e objetivos. Pergunte se está se fazendo entender e, caso não esteja, reveja sua fala. Seja objetivo ao explicar o que é esperado de cada colaborador e de cada trabalho. Não pode haver dúvidas sobre as instruções mais básicas: o que, como e quando fazer.

Entenda que a responsabilidade ainda é sua

Descentralizar atividades é muito diferente de transferir a responsabilidade pelo processo. Você ainda é o gestor e, como tal, deve dar todo o suporte necessário para que as tarefas sejam realizadas de acordo com a expectativa.

Esteja disponível para responder perguntas, tirar dúvidas e ajudar a resolver eventuais problemas que apareçam durante a execução do trabalho. Nesse contexto, o feedback é ferramenta importante para corrigir erros pontuais e, se for o caso, realinhar os objetivos.

Não sufoque seus colaboradores

Cuidado ao acompanhar o andamento do trabalho para não criar pressão desnecessária e sufocar os membros da equipe. Deixe que cada um mostre suas habilidades e opine sobre como as coisas podem ser feitas. Quando o profissional se sente livre para agir, normalmente tem seu potencial melhor explorado e produz mais.

Para evitar o desgaste com cobranças, estabeleça um método para que os colaboradores prestem contas regulares do progresso das tarefas de uma maneira simples e objetiva.

Com essa série de cuidados, além de aprender de uma vez por todas a dividir as tarefas, você aumenta as chances de alcançar melhores resultados para sua equipe e para seus negócios. Se durante o processo algo der errado, lembre-se de evitar apontar culpados e, sim, buscar um aprendizado para as próximas experiências.

Você age como um líder descentralizador ou ainda enfrenta dificuldades para delegar tarefas? Conte um pouco da sua experiência nos comentários!

Celio Melim Jr.
Coach de Negócios
ActionCOACH SC
(47) 3028-1806 / (48) 8405-1800
www.actionworks.com.br