Com o cenário econômico atual e a concorrência cada vez maior, a dificuldade de manter uma empresa gerando lucros aumentou consideravelmente. Por isso, a cada dia que passa os administradores e empresários de pequenas e médias empresas precisam desenvolver habilidades para a gestão financeira, pois isso é fundamental para o desenvolvimento dos negócios. Um dos principais fatores a ser analisado são as despesas com custos fixos e variáveis. Confira abaixo algumas informações importantes sobre o assunto.

Custos fixos

Os custos fixos de uma empresa são aqueles que não variam de acordo com a produção ou as vendas do seu estabelecimento. Também são conhecidos como custos de estrutura, e eles existem ainda que a empresa não consiga vender ou prestar seus serviços. Dentre eles estão os valores gastos com:

  • Impostos;
  • Aluguel;
  • Água;
  • Energia Elétrica;
  • Encargos sociais;
  • Segurança;
  • Limpeza;
  • Contratação de serviços terceirizados;

Custos variáveis

Já os custos variáveis são aquelas quantias em dinheiro que se modificam de acordo com os níveis de produção e o volume de vendas. É a soma dos valores que aumentam conforme a capacidade de produzir do empreendimento, quanto mais for utilizada a matéria prima, mais gastos existirão com ela. Alguns outros exemplos são:

  • Comissões;
  • Mão de obra;
  • Despesas com a produção e venda das mercadorias.

Custos que variam mas são fixos

Muitos empreendedores ficam na dúvida com relação a alguns custos cujo valor varia mês a mês e tem a tendencia a interpretá-los como custos variáveis. Estes custos podem ser interpretados como fixos ou como variáveis dependendo do tipo do seu negócio e não pelo simples fato de variar em valor a cada mês; não é essa a característica que distingue os custos fixos dos custos variáveis.

O custo de água, por exemplo, está classificado no texto acima como um custo fixo, apesar do valor da conta não ser exatamente igual todos os meses na maioria dos estabelecimentos.

E de fato, para a maioria dos negócios os custos com água são considerados custo fixo porque fazem parte da manutenção da estrutura disponibilizada para dar sustentação física e administrativa ao negócio.

Porém, se o seu negócio utiliza um volume significativo de água para a produção do seu produto ou serviço, por exemplo o seu negócio é um lava-jato, o custo da água entra como variável porque é um custo da linha de produção. É o mesmo caso de uma padaria, por exemplo, que tem um forno elétrico e utiliza um volume significativo de energia elétrica para produzir os seus produtos, Neste caso a energia elétrica é um fator de produção e é classificada como custo variável.

Temos como exemplos:

  • Energia elétrica;
  • Água;
  • Gás.

Após diferenciar os custos fixos dos custos variáveis, os empreendedores podem calcular quais são os seus verdadeiros gastos.

Como calcular cada tipo de custo? Simples! Basta somar todos os itens, por categoria.

O ponto de equilíbrio

O Ponto de Equilíbrio indica quais os valores precisam ser faturados durante o mês para quitar todas as contas da sua empresa, atingindo lucro zero. Desse modo você fica sabendo quanto terá de produzir e vender para não ter prejuízos, bem como se o seu empreendimento é viável. Para realizar esse cálculo é necessário saber qual é a sua margem de contribuição que é o que afinal vai cobrir todos os seus custos fixos.

A margem de contribuição

A margem de contribuição são os valores que sobram da receita bruta após a dedução dos custos variáveis, os quais serão utilizados para pagar os custos fixos. Ela serve para verificar quais os lucros obtidos depois da comercialização dos produtos, ou seja, são os montantes obtidos das vendas das mercadorias, após dedução das despesas com a sua produção.

De modo que essa margem aponta quais os produtos geram lucros para o seu empreendimento e propiciam o pagamento dos custos fixos. Mas para fazer esse cálculo, é fundamental que você saiba diferenciar quais são os custos fixos e quais são os variáveis. Além disso, ela é útil para fazer uma análise da sua capacidade produtiva. Todos esses cálculos são muito importantes para o planejamento financeiro da sua empresa.

Quer saber mais sobre cálculos de custos fixos e custos variáveis? Siga nos nas redes sociais!

Celio Melim Jr.
Coach de Negócios
ActionCOACH SC
(47) 3028-1806 / (48) 8405-1800
www.actionworks.com.br